Quem domina este mundo?

shutterstock_166883120

QUEM DOMINA ESTE MUNDO ?

 

NÃO SE AMOLDEM AO PADRÃO DESTE MUNDO, MAS TRANSFORMEM-SE PELA RENOVAÇÃO DA SUA MENTE, PARA QUE SEJAM CAPAZES DE EXPERIMENTAR E COMPROVAR A BOA, AGRADÁVEL E PERFEITA VONTADE DE DEUS. Romanos 12. 2 (nvi).

 

AMOLDAR:  Acostumar-se, conformar-se, habituar-se, ajustar-se.

 

PADRÃO:  Modelo

 

O MUNDO ESTÁ SOB DOMÍNIO DO DIABO

Sabemos que somos de Deus e que o mundo todo está sob o poder do maligno. 

I João 5. 19 (nvi).

Nunca compreenderemos adequadamente o NT a não ser que reconheçamos o fato subjacente nele de que satanás é o deus deste mundo. Ele é o maligno, e o seu poder controla o presente século mau (cf. Lc. 13. 16; II Co. 4. 4; Gl. 1. 4; Ef. 6. 12; Hb. 2. 14; ver Mt.4. 10 nota). As Escrituras não ensinam que Deus hoje controla diretamente este mundo ímpio, cheio de gente pecaminosa, de maldade, de crueldade, de injustiça, de impiedade, etc. Deus não deseja, nem causa, de nenhuma maneira, todo o sofrimento que há no mundo; nem tudo quanto aqui ocorre procede da sua própria vontade (ver Mt. 23. 37; Lc. 13. 34; 19. 41-44). (bep).

 

NO MILÊNIO SATANÁS ESTARÁ AMARRADO

E vi descer do céu um anjo que tinha a chave do abismo e uma grande cadeia na sua mão. – Ele prendeu o dragão, a antiga serpente, que é o diabo e Satanás, e amarrou-o por mil anos. 

Apocalipse 20. 1 e 2 (arc).

Depois da volta de Cristo e dos eventos do capítulo 19, Satanás será preso e amarrado por mil anos para que não mais engane as nações. Isso implica numa cessação total da sua influência durante mil anos. Depois dos mil anos, ele será solto por pouco tempo para enganar aqueles que se rebelarem contra o domínio de Deus (vv. 3. 7-9). A obra mais comum de satanás é enganar (ver Gn. 3. 13; Mt. 24. 24; II Ts.2. 9, 10). (bep).

 

 VIGIEMOS, CUIDADO COM O ADVERSÁRIO

Sede sóbrios, vigiai, porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar; – ao qual resisti firmes na fé, sabendo que as mesmas aflições se cumprem entre os vossos irmãos no mundo.

I Pedro 5. 8 e 9 (arc).

Quando o homem pecou, Satanás passou a ser o dominador do mundo (Jo. 12. 31; 14.30; 16.11). Ele domina o mundo inteiro (I Jo. 5. 19), percorre a terra e comanda uma hoste de espíritos malignos, através dos quais ele escraviza e mantém cativos os que estão sem Cristo (Ef. 2. 2). Somente o crente em Cristo está liberto do seu poder. Mesmo assim, como leão rugente, ele é uma ameaça aos crentes (Sl. 22. 13; Ez. 22. 25), e procura destrui-los, especialmente por meio do sofrimento (vv. 8-10). Ele destruirá espiritualmente todo aquele que abandona a proteção de Deus. Através da nossa fé no sangue de Cristo (Ap. 12. 11), da nossa luta espiritual no Espírito (Ef. 6.11-18) e nossas orações a Deus (Mt. 6. 13), estamos plenamente equipados para derrotar as astutas ciladas de satanás (Ef. 6. 11), resistir-lhe e ficar firme na fé (v. 9). Maior é o que está em vós do que o que está no mundo (I Jo. 4.4). (bep).

 

SUJEITEMO-NOS A DEUS E VENÇAMOS O INIMIGO

Sujeitai-vos, pois, a Deus; resisti ao diabo, e ele fugirá de vós.

Tiago 4. 7 (arc).

Satanás (ou diabo) é o inimigo de Deus e de sua igreja. A Bíblia fala-nos que ele é poderoso e ousado. Ele chegou a tentar o próprio Jesus (Mateus 4. 1-11), entrou em Judas Iscariotes (João 13. 27) e chegou a influenciar as palavras de Pedro (Marcos 8. 31-33). No entanto, o diabo não tem poder como Deus. Ele é apenas uma criatura e tem o seu poder limitado (Jó 2). Há pessoas que temem tanto a satanás que parecem crer que ele tem mais poder do que Deus. O cristão deve tomar cuidado com as astúcias de satanás (I Pedro 5. 8, 9), mas não precisa temê-lo. A Palavra de Deus é muito clara. A ordem é “resistir ao diabo”; quando resistido, “ele fugirá de vós”. Devemos, portanto, estar seguros de que somos vencedores e de que o diabo não terá poder sobre a nossa vida. (bee).

 

DEVEMOS ODIAR O MAL

O amor deve ser sincero. Odeiem o que é mau; apeguem-se ao que é bom. Romanos 12.9 (nvi)

Não basta o crente amar a justiça; ele deve, também, aborrecer o mal. Vemos esse fato claramente na devoção de Cristo à justiça (Is. 11. 5) e, na sua aversão à iniquidade; na sua vida no seu ministério e na sua morte (ver Jo. 3. 19 nota; 11. 33 nota).  –  (1)  –  A fidelidade de Cristo ao seu Pai, enquanto Ele estava na terra, conforme Ele demonstrou pelo seu amor à justiça e sua aversão à iniqüidade, é a base para Deus ungir o seu Filho (Hb. 1. 9). Da mesma maneira, a unção do cristão virá somente à medida que ele se identificar com a atitude do seu Mestre para com a justiça e a iniquidade (Sl. 45. 7).  – (2)  – O amor do crente à justiça e seu ódio ao mal crescerá por dois meios: (a) – crescimento em sincero amor e compaixão por aqueles, cujas vidas estão sendo destruídas pelo pecado, e – (b) – por uma sempre crescente união com o nosso Deus e Salvador, do qual está dito: “O temor do SENHOR é aborrecer o mal” (ver Pv. 8. 13; Sl. 94. 16; 97. 10; Am. 5. 15; Rm.12. 9; I Jo.2. 15; Ap. 2. 6). (bep).

 

TENHAMOS A MESMA ATITUDE DE JESUS

Então, disse-lhe Jesus: Vai-te, satanás, porque está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás e só a Ele servirás.  – Então, o diabo o deixou; e, eis que chegaram os anjos e o serviram. 

Mateus 4. 10 e 11. (arc).

A tentação de Jesus por satanás foi uma tentativa de desviá-lo da perfeita obediência à vontade de Deus. Note que Cristo em cada caso submeteu-se à autoridade da Palavra de Deus, ao invés de submeter-se aos desejos de satanás (vv. 4, 7, 10). Que podemos aprender da tentação de Cristo?

(1)  – Satanás é o nosso maior inimigo. O cristão deve estar consciente de que está numa guerra espiritual contra poderes malignos invisíveis, porem claramente reais (ver Ef. 6. 11, 12 nota).

(2)  – Sem o devido emprego da Palavra de Deus, o cristão não pode vencer o pecado e a tentação. Como usar a Palavra de Deus para vencer a tentação: (a) – Reconheça que mediante a Palavra o cristão tem poder para resistir a qualquer sedução que satanás lhe apresente (Jo. 15. 3,7).  (b) – Coloque (i.e., memorize) a Palavra de Deus na sua alma e mente (ver Tg. 1. 21 nota).  (c) – Medite nos versículos memorizados, de dia e de noite (Dt. 6. 7; Sl. 1. 2; 119. 48).  (d) – Repita a passagem memorizada, para si mesmo e para Deus, no momento em que você for tentado (vv. 4, 7, 10). (e) – Reconheça e obedeça ao impulso do Espírito Santo para obedecer à Palavra de Deus (Rm. 8. 12-14; Gl. 5. 18).  (f) – Envolva todos estes passos com oração (Ef. 6. 18).

Passagens para memorização em casos de tentação: Tentação em geral (Rm. 6 e 8). Tentação para imoralidade (Rm. 13. 14), mentira (Cl. 3. 9; Jo. 8. 44), mexerico (Tg. 4. 11), desobediência aos líderes espirituais (Hb. 13. 17), desânimo (Gl. 6. 9), medo do futuro (II Tm. 1. 7), concupiscência  (Mt. 5. 28), desejo de vingança (Mt. 6. 15), negligência com a Palavra de Deus  (Mt. 4. 4), preocupação financeira Mt. 6. 24-34; Fl. 4. 6,19). (bep).

 

 ANDEMOS NA BOA, AGRADÁVEL E PERFEITA VONTADE DE DEUS

Nem todo aquele que me diz: ‘Senhor, Senhor’, entrará no Reino dos céus, mas apenas aquele que faz a vontade de meu Pai que está nos céus. Mateus 7 . 21 (nvi).

Jesus ensinava enfaticamente que cumprir a vontade do seu Pai celestial é uma condição prévia essencial para a entrada no reino dos céus (cf. vv. 22-25; 19. 16-26; 25.31-46).  (bep).

Jesus adverte contra a auto-ilusão, uma mera profissão verbal de autoridade sem obediência à vontade de Deus. É até mesmo possível para uma pessoa auto-iludida exercer um ministério espetacular, usando a autoridade das Escrituras e o nome de Jesus, sem seguir como discípulo genuíno e obediente.  (bep).

 

BIBLIOGRAFIA UTILIZADA

Bíblia  –  Nova Versão Internacional (nvi)

Bíblia  –  de Estudo Pentecostal (bep)

Bíblia  –  Almeida Revista Corrigida (arc)

Bíblia  –  de Estudo Esperança (bee)

Bíblia  –  de Estudo Plenitude (bep)

 

Pr. João da Cruz Parente

E-mail: prparente@gmail.com

Para ler mais artigos do autor (Clique aqui)

 

 

                                        PÁGINA INICIAL / ÍNDICE DAS MENSAGENS

Deixe seu comentário